14 de mai de 2009

Certos dias de chuva...



ão era um conto de fadas, mas uma indignação. Quando eu era pequena, sempre ouvia essa musiquinha e não entendia muito bem. “Tomara que chova uma chuva bem fininha, pra molhar sua cama e você dormir na minha!”. Na minha adorável ingenuidade eu então pensava assim (voz de criança):
“Poxa, se você vai dormir na minha, eu durmo aonde?”


Adriana Peliano, 35 anos, artista plástica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário